Sobre Êxodos e Exílios. Parte 2

Em 1997, no dia do aniversário do meu pai, tomei a vida e o mundo. Uma parte de mim escolheu atravessar o Atlântico e se perder para se achar. Embarquei, no Rio de Janeiro, para Zurique, na Suíça e pisei o pé em solo europeu no dia 20.10.1997, às 07h30 da manhã.

Uma viagem que duraria 3 meses e durou 4 anos.

Morei na Suíça, Inglaterra e India.

Fui convidada por Maria Madalena a fazer parte do seu exército de mulheres que integram os princípios feminino e masculino em si.

Tive a benção de alegrar corações e mentes com o canto e a dança.

Fiz amizades duradouras que atravessaram essas duas décadas e seguem firmes.

Vivenciei as armadilhas da mente condicionada e do passado que está sempre rondando pra impedir nosso avanço rumo ao Eu Real.

Na India, trabalhei com o Nobel da Paz, Kailash Satyarthi, e seus assistentes, Alam Rahman e Ritu Kumar. E estou até hoje integrando esta energia poderosa que recebi desses três seres humanos grandiosos.

Conheci tibetanos em exílio e expandi minha consciência sobre o que é ser humano para além das fronteiras geográficas e os rótulos de nacionalidades.

Na Suíça, (re)encontrei Stephan Hofmann e plantamos, no Brasil, a semente da Gira Solidário, que segue firme aos cuidados do Stephan.

Conheci Eros em todo o seu esplendor. Ah, Eros… 🙂🙂🙂 Uma festa! Mas tão fulgaz quanto a chama de uma vela. Tão consumidor quanto fogueira viva. Como é difícil aos 20 anos aproveitar essa energia poderosa para atravessar a ilusão e iniciar a aprendizagem do amor real. O perigo de ficar dando voltas em círculos é enorme! Mas a aprendizagem foi integrada. 🙂

Gratidão por toda a guiança que se apresentou durante todo esse tempo e que nenhuma experiência se perca em não-aprendizado.

Luz, paz, amor a todos que participaram dessa jornada comigo.

❤

“Desta vez, vocês não sairão com pressa, não precisarão fugir, pois o Senhor (Absoluto) os guiará. O Deus de Israel (Eu Real) os protegerá por todos os lados.” Isaias 52:12

“Em verdade, em verdade vos digo que, se o grão de trigo (ego), caindo na terra, não morrer, fica ele só; mas se morrer, dá muito fruto. Quem se apega a sua vida (manifestações do ego) perdê-la-á, e quem neste mundo não se apega a sua vida, ganhará para sempre a vida verdadeira (manifestação do Eu Real). Se alguém serve a Mim (Consciência Crística), siga-Me, e onde Eu estiver, ali estará também o Meu servo (ego prostrado à Consciência Crística). E, se alguém Me servir , meu Pai (Absoluto) o honrará. Agora a minha alma está perturbada; e que direi eu (o ego) ? Pai, salva-me desta hora; mas foi para atravessar esta hora que vim. Pai, revela a Tua Presença Gloriosa. Então veio uma voz do céu (inconsciente/não-manifesto) que dizia: ‘Já a revelei e a revelarei novamente’.”João 12:24-28

Visão geral do caminho dos chakras